Présentation du blog / Presentazione del blog

« Questo blog nasce da una grande passione per la poesia e per i poeti di lingua portoghese. Qui troverete poesie e prose poetiche seguite dalla traduzione in italiano e francese ».

« Este blogue brota de uma grande paixão pela poesia e pelos poetas da língua portuguesa. Aqui vocês encontrarão poemas e prosas poéticas, acompanhados da sua tradução em italiano e francês ».

« Ce blog est nait d'une grande passion pour la poésie et les poètes de langue portugaise et a pour vocation de vous les faire découvrir. Vous trouverez ici les poèmes, en vers ou en prose, de poètes de tous horizons, accompagnés de leur traduction en italien et en français ».


 ACTUALITÉS DU BLOG / NOTIZIE SUL BLOG



Sincronia 1


Nom :
 
Recueil :
 
Autre traduction :
Carlos Machado »»
 
Pássaro de vidro (2006) - Horológio »»
 
Italien »» Espagnol »»
«« précédent / Sommaire / suivant »»
________________

Despertador
Réveil-matin

o aço galináceo
do relógio
exibe as esporas
e canta –
 o dia
rompe a casca
na garganta
do metal

há um galo
desplumado
na essência dessa
máquina:
um galo xucro
que rasga a
coices o ventre
do minuto

um bipede
sem acessos
de bel canto
nem rompantes
nem arauto:
apenas um
animal cinzento
com marca-passo
no coração

sua voz normal
(fora do alarme)
não tem
a crista vermelha
da eloqüência;
é lingua morta
num atoleiro
de duas sílabas

mas suas esporas
afiadas riscam
as mesmas (f)agulhas
que se arvoram
nos tendões
do galo de quintal

l'acier gallinacé
de l'horloge
exhibe ses ergots
et chante –
le jour
rompt sa coquille
dans la gorge
du métal

il y a un coq
déplumé
dans la nature de cette
machine :
un coq sauvage
qui laboure à
coups d'éperon le ventre
des minutes

un bipède
sans accès
de bel canto
ni pulsions
de héraut :
un animal gris
seulement
avec un stimulateur
cardiaque

d'ordinaire sa voix
(en dehors de l'alarme)
n'a pas
la crête rouge
de l'éloquence ;
c'est une langue morte
dans le bourbier
de deux syllabes

mais ses ergots
affûtés égratignent
les mêmes (r)aiguilles
qui flamboient
sur les jarrets
du coq de basse-cour

________________

Fortunato Depero
Le coq (1935)
...

AUTEUR SUIVI / AUTORE SEGUITO



Nuno Rocha Morais

Nuno Rocha Morais (Porto, 1973 – Luxemburgo, 2008) foi um poeta português. Licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas (Estudos Portugueses e Ingleses) na Faculdade de Letras da Universidade do Porto em 1995.

Não nos deixeis cair...


Nome:
 
Collezione:
 
Altra traduzione:
Nuno Rocha Morais »»
 
Últimos Poemas (2009) »»
 
Francese »»
«« / Sommario (19) / 20 »»
________________


Não nos deixeis cair...
Non fateci incappare...


Não nos deixeis cair na curiosidade dos outros,
Na piedade dos outros ou, pior, de nós mesmos.
Livrai-nos de sermos eternamente jovens,
Mas também nados-velhos, mortos-vivos.
Livrai-nos sobretudo de nos jactarmos.
Não nos deixeis cair as ciladas
Daqueles que só se desculpam ou nunca se desculpam.
Não nos deixeis cair na tentação de corrigir a vida
Quando tantas coisas nos morrem
E morrem às nossas mãos ou pela nossa memória.
Livrai-nos de falarmos em nome dos outros,
Dai-nos cada dia a lembrança de também sermos outros
E não nos perdoeis nunca se o esquecermos.

Non fateci incappare nella curiosità degli altri,
Nella pietà degli altri o, peggio, di noi stessi.
Dispensateci dall’essere eternamente giovani,
Ma anche dei nati vecchi, dei morti viventi.
Liberateci soprattutto dall’ostentazione.
Non fateci incappare nelle insidie
Di quelli che non fanno che scusarsi o non si scusano mai.
Non fateci incappare nella tentazione di aggiustare la vita
Quando tante cose muoiono in noi
E muoiono per le nostre mani o per la nostra memoria.
Liberateci dal parlare a nome degli altri,
Rammentateci ogni giorno che anche noi siamo gli altri
E non perdonateci mai se lo scordiamo.

________________

Hieronymus Bosch
Tentazione di Sant'Antonio
(dopo il 1490)
...


Últimos Poemas (2009)

Ilustrações de Rasa Sakalaité